Top

Diploma de medicina na Argentina é reconhecido no Brasil?

Medicina na Argentina / MEDICINA NA ARGENTINA  / Diploma de medicina na Argentina é reconhecido no Brasil?

Diploma de medicina na Argentina é reconhecido no Brasil?

 

Muitos estudantes brasileiros que sonham em ser médicos consideram ir para fora do país para que esse sonho se torna realidade. A Argentina costuma ser um dos mais procurados já que o sistema universitário não tem vestibular e garante vaga a todos que se inscreverem, disponibilizando vagas em universidades públicas gratuitas e em faculdades particulares, que cobram uma mensalidade até 10 vezes mais baratas do que as faculdades brasileiras.

De qualquer forma, muitos ficam apreensivos com o que vai acontecer quando terminarem o curso e quiserem voltar ao Brasil. O diploma de medicina na Argentina será reconhecido? Como é o processo de validação? Se você tem essas dúvidas, vamos esclarecer tudo nesse post. Confira!

O diploma de medicina na Argentina é reconhecido no Brasil?

Sim! Mas é preciso passar por alguns processos de revalidação atualmente. O médico que se forma na Argentina pode então escolher um desses processos: prova do Revalida, editais de revalidação independentes ou o Programa Mais Médicos. Num futuro próximo, é esperado que o trânsito de profissionais de saúde seja completamente livre entre os países do Mercosul, através do ARCU-SUL.

Como funciona a prova do Revalida?

O Exame Nacional de Revalidação dos Diplomas Médicos (Revalida) é o processo mais tradicional para a reconhecimento do diploma médico argentino. O exame, que é aplicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, foi criado em 2009, numa tentativa de unificar o processo de revalidação médica que antes era feito independentemente por cada universidade brasileira.

A prova consiste em uma avaliação teórica e prática dos conhecimentos, habilidades e competências consideradas necessárias para o exercício da profissão médica no Brasil.

Como funcionam os editais independentes de revalidação?

As universidades que não tiveram interesse em aderir ao Revalida mantiveram editais e processos próprios de revalidação. Assim, cada uma segue os próprios critérios, possuindo provas, etapas e notas mínimas específicas.

Em geral, é necessário pagar uma taxa para se inscrever no processo que se inicia com uma avaliação curricular. Em seguida, há uma prova com questões objetivas e discursivas, podendo haver também uma etapa com prova prática. Algumas universidades oferecem cursos de complementação para as pessoas que foram reprovadas, oferecendo uma nova chance de revalidarem o diploma.Todo o processo costuma demorar cerca de 6 meses.

Como funciona a entrada pelo Mais Médicos?

O Mais Médicos é um programa do governo que visa a melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), prevendo o investimento em infraestrutura e a contratação de médicos brasileiros e estrangeiros para trabalharem em regiões mais  remotas do país. Vale lembrar que os médicos brasileiros formados fora do Brasil tem preferência sobre os médicos estrangeiros.

Os médicos selecionados para o programa não passam pelo processo de revalidação, contando apenas com curso de integração ensino-serviço antes de iniciarem o trabalho. O médico recebe então uma bolsa de R$ 10 mil, ajuda de custo para instalação e pagamento das despesas com passagem, tanto do médico quanto de sua família. O registro junto ao Conselho Federal de Medicina é provisório, podendo ser prorrogado após três anos, e vale apenas para atuação dentro do Programa Mais Médicos.

O que é o ARCU-SUL?

O Sistema de Acreditação Regional de Cursos de Graduação do MERCOSUL (ARCU-SUL) é um projeto que visa a revalidação facilitada, possivelmente automática, de diplomas entre universidades conveniadas do Brasil,  da Argentina, do Paraguai, do Uruguai,  da Bolívia e do Chile. O projeto de lei, nº399/11, já foi aprovado pelo senado e encaminhado à Câmara dos Deputados.

O sistema conta com a garantia pública do nível acadêmico e científico dos cursos, seguindo critérios tanto ou mais exigentes do que os usados em cada país. A criação do sistema ainda está em andamento, mas os alunos que acabaram de começar ou que ainda vão iniciar o curso de medicina em universidades de excelência na Argentina já  devem contar com esse sistema ao formarem.

Tirou suas dúvidas sobre como o diploma de medicina na Argentina é reconhecido no Brasil? A tendência é de que esse processo se torne cada vez mais fácil e simples, com mais oportunidades para os médicos brasileiros que se formarem na Argentina retornarem ao país. Qualquer coisa é só deixar um comentário pra gente!

41 Comentários
  • Andre Luiz Vieira Perez
    13 de dezembro de 2015 em 12:20

    Para entrar em medicina na UBA. Como é o processo?
    É diferente das particulares?

  • Maria Antonia
    18 de Janeiro de 2016 em 00:50

    Olá, gostaria de saber sobre a questão do idioma, os estrangeiros recebem algum suporte nessa questão?

  • LILIA
    5 de Fevereiro de 2016 em 13:42

    Como faço para entrar em contato com vcs? Ligo no numero de São Paulo e diz que não existe e no de Buenos Aires me disseram que não tinha ninguem da Flez. Quero estudar medicina na argentina e gostaria de falar com vcs. Aguardo respostas

  • Pamela
    13 de Fevereiro de 2016 em 07:16

    Gostaria que me enviassem por e-mail quanto custa o processo da documentação para a universidade na Argentina através da Flez e gostaria de saber se vocês sabem informar como deve ser a fluência no idioma espanhol para estudar em UBA.

  • Raimar Filho
    17 de Fevereiro de 2016 em 17:50

    Olá, gostaria de saber mais sobre esse processo de CBC e como entrar na faculdade pública ou particular, estou terminando o ensino médio este ano e já estou com o projeto de fazer faculdade na Argentina.

  • Geraldo
    18 de Fevereiro de 2016 em 13:10

    Sou formado em farmácia e gostaria de fazer medicina na Argentina. Existe complementação de curso? O meu curso de farmácia poderá ser aproveitado e eu iniciar em um período mais avançado?
    Obrigado

  • Luís Carlos Alípio
    25 de Fevereiro de 2016 em 18:19

    Olá. Pretendo cursar medicina em 2017 na fcmr em rosário. Porém não tenho como ter ajuda dos meus país após a ida ao país, gostaria de saber se há a possibilidade de trabalhar por lá para me manter enquanto faço o curso. Desde já agradeço a atenção!

  • Higie Socorro
    28 de Fevereiro de 2016 em 03:33

    Gostei bastante. Gostaria de obter mais informações. Como por exemplo: Quais os caminhos para a inscrição no programa. Valores etc…

  • Dalete
    15 de Março de 2016 em 22:08

    Minha cunhada é Argentina, e médica dermatologista, gostaria muito de vir para o Brasil continuando a exercer aqui sua profissão! Como ela pode conseguir revalidar seu diploma aqui no Brasil?

  • Eduarda
    1 de Abril de 2016 em 16:52

    Após o cumprimento do trabalho de 3 anos no Programa Mais Médicos o profissional é liberado para trabalhar em consultório e hospitais particulares ?

  • Conceição
    5 de Abril de 2016 em 10:48

    Entendi o sistema de ingresso. Mas como funciona o sistema de valores das mensalidades ? são por disciplinas ou por ciclos? Qual o valor mensal do curso?

  • Glenda Duarte
    12 de Abril de 2016 em 22:38

    Sou brasileira e não falo nada de espanhol, gostaria de saber se isso dificulta o meu aprendizado na faculdade e consequentemente nos estudos.

  • Atalami Reis
    29 de Abril de 2016 em 04:46

    m dia,eu achei muito interessante o seu site,sempre tive a curiosidade em saber como funciona as universidade publicas da argentina, e lendo alguns dos seus artigos e post pude ter as minhas dúvidas esclarecidas,eu quero muito estudar medicina na argentina quais os requisitos e documentos para matricula,vcs indicam algum lugar para em conta para alugar enquanto estiver estudando?! Eu preciso falar fluente o espanhol?

    No aguardo.

  • Benigno B. dos Anjos
    16 de Maio de 2016 em 14:53

    Gostaria de saber se são todas as univerdidades brasileiras que fazem a revalida e se esse processo fica muito caro!

  • Eliane da Silva Pinto
    17 de Maio de 2016 em 17:03

    Ha vários motivos que justificam o Pátria amada Brasil a exemplo de outros Países acolham o diploma ou o acadêmico desde de que a grade seja satisfatori ou adaptada no caso acadêmico n pelo Arcu Sul em universidades idôneas ,temos piores aqui no Brasi algumas fechadas. Então que haja uma acolhida justa desse brasileiros que estão pagando um alto preço por um sonho e vocação ,brasileiros cujo ingresso na medicina ainda tem que ser aprimorado referente ao Brasi. Contra fatos não há argumento.todos sabem da seriedade da UAi e da UBA,bem como do descaso do ensino médico em muitas no Brasil pela estrutura complexa etc. Não é justo que esse que deixaram sua PTria Camila em nome de um Dom sejam mais cerceados em suA nobreza.

  • gabriela santos magalhaes
    18 de Maio de 2016 em 18:34

    Boa tarde! Achei muito interessante o seu site,sempre tive a curiosidade em saber como funciona as universidade publicas da argentina, e lendo alguns dos seus artigos e post pude ter as minhas dúvidas esclarecidas,eu quero muito estudar medicina na argentina quais os requisitos e documentos para matricula,vcs indicam algum lugar para em conta para alugar enquanto estiver estudando? Eu tenho 19 anos, moro em Manaus.

    No aguardo com urgência.

  • magali souza
    20 de junho de 2016 em 23:11

    Boa noite , gostei da matéria , interessante e bem informativa .obrigada

  • Rita De Cássia
    27 de junho de 2016 em 18:15

    Boa tarde! Achei muito interessante o seu site,sempre tive a curiosidade em saber como funciona as universidade publicas da argentina, e lendo alguns dos seus artigos e post pude ter as minhas dúvidas esclarecidas,eu quero muito estudar medicina na argentina quais os requisitos e documentos para matricula,vcs indicam algum lugar para em conta para alugar enquanto estiver estudando? Eu tenho 19 anos,e moro em Santarem

  • JOSÉ ROBERTO DE SOUZA FERRAZ
    29 de junho de 2016 em 19:04

    FIZ UMA PESQUISA SOBRE VALIDAÇÃO DOS CURSOS DE MEDICINA DA ARGENTINA NO BRASIL, SE OS MÉDICOS FORMADOS NA ARGENTINA, PODEM EXERCER A MEDICINA NO BRASIL ?

  • alexandre Henrique
    15 de novembro de 2016 em 03:24

    Olá, gostei muito deste post pois tirou as dúvidas que eu tinha com clareza e me mostrou os caminhos possíveis para a realização da graduação de medicina na argentina .. penso que seja o mesmo para os demais paízes do Mercosul.
    Agradeço pela orientação de seu Post. Boa noite…

Publicar uma resposta para nancy Cancelar resposta

Desenvolvido por: