5 razões para estudar Medicina na Argentina

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Geralmente quem desde criança já brincava de ser médico(a), quando chega no Ensino Médio começa a deixar esse sonho de lado. Isso porque estudar Medicina no Brasil vai exigir jornadas imensas de estudos, vestibulares e exames nacionais exaustivos e super concorridos. Felizmente há solução melhor se você optar por estudar Medicina na Argentina.

O país dos nossos hermanos possui instituições de ensino de alto padrão de qualidade e ainda, muitas delas, são de graça e sem vestibular. Além do mais, a Argentina é muito perto do Brasil, facilitando as viagens quando bater aquela saudade de casa.

Quer saber mais sobre essa incrível oportunidade? Acompanhe este texto e conheça 5 motivos irresistíveis para deixar o Brasil e estudar Medicina na Argentina. Confira!

1. Aproveitar a qualidade educacional

Medicina na Argentina - Qualidade de ensino

Quem se preocupa em fazer um curso de Medicina de qualidade na Argentina, pode ficar tranquilo. Esse país possui universidades que ocupam excelentes posições nos rankings de qualidade na América Latina.

Uma delas é a Universidade de Buenos Aires (UBA). Criada em 1821, essa instituição tem tradição e excelência de ensino comprovada mundialmente. Ela é considerada a 4º melhor da América do Sul. Por ali passaram grandes professores, cientistas, médicos e até mesmo ganhadores de prêmios Nobel de Medicina.

Outra instituição que não fica para trás no quesito qualidade é a Universidade Nacional de La Plata – UNLP. Com mais de um século de experiência na formação de profissionais de alto nível, a UNLP está também entre as melhores universidades das Américas e do mundo.

A instituição conta com 17 faculdades e mais de 100 opções de carreiras para a graduação, incluindo a prestigiada faculdade de Medicina.

2. Estudar Medicina na Argentina não precisa de vestibular

Medicina na Argentina sem vestibular

Como você viu, qualidade de ensino é fácil de encontrar na Argentina. Mas o que preocupa muitos estudantes é a questão do vestibular. Essa prova comumente aplicada no Brasil exige muito preparo que muitas vezes não é recompensado diante da grande concorrências na disputa de uma vaga.

Mas na Argentina isso é diferente. Lá não tem vestibular. Isso mesmo! Por exemplo, para cursar Medicina na Universidade de Buenos Aires basta realizar a matrícula, entregar documentos e dar início ao Ciclo Básico Comum (CBC).

Nesse ciclo você faz apenas 6 matérias relacionadas ao curso. Quem é aprovado nessas disciplinas já está dentro da faculdade de Medicina. A instituição oferece total apoio para o aluno ter bom rendimento e assim ser aprovado. As aulas desse curso começam em março e agosto.

Considerando esse sistema de ingresso diferenciado, seus pais não precisam mais gastar dinheiro com curso pré-vestibular e nem você se matar para estudar. Dessa forma, é muito melhor estudar Medicina na Argentina, não acha?

3. Estudar de graça ou pagando pouco

Medicina na Argentina sem mensalidades

Não ter vestibular já é algo bastante incrível. Agora imagina pagar pouco ou quase nada para estudar Medicina na Argentina! Acredite, isso é possível.

Esse país possui 47 universidades públicas nacionais. Nenhuma delas exige mensalidade ou algo parecido, como acontece em grande maioria nas universidades da Europa.

Estudar nas universidades particulares argentinas também é algo vantajoso. Elas cobram valores relativamente baixos em relação às particulares brasileiras. O fato da moeda argentina ser menos valorizada que o real ajuda a diminuir muito os custos.

4. Ter uma experiência de vida em outro país

Medicina na Argentina Estilo de vida

Você já pensou em ter uma experiência em outro país e ao mesmo tempo garantir a profissão dos seus sonhos? Pois então, estudar Medicina na Argentina é a oportunidade internacional da sua vida.

Quem mora fora do país sabe como essa sensação é enriquecedora. É possível aprender uma nova cultura, novos costumes e fazer amigos além daqueles que você já tem no Brasil.

A experiência de morar na Argentina ajuda no seu amadurecimento. É comum muitos estudantes que moram no exterior dizerem que conquistaram a independência. Eles venceram o medo de sair da casa do pais, de viajar sozinho e melhor: aprenderam a administrar o próprio dinheiro.

Além disso, em especial na Argentina, você vai aprender um outro idioma: o espanhol. Essa língua é muito semelhante ao português, o que facilita bastante o aprendizado rápido e eficiente. Naquele país você faz seu curso, conquista seu diploma de Medicina e de quebra leva a habilidade de falar mais um idioma.

5. Desfrutar da excelente qualidade de vida

Não apenas desfrutar de ensino de qualidade, mas viver na Argentina traz benefícios para sua mente e corpo. Para se ter uma ideia, a capital do país, Buenos Aires, é considerada a segunda melhor cidade para se viver na América Latina.

A consultoria de recursos humanos que fez o ranking mundial, considerou como excelentes os fatores político e social, econômico e educacional daquela cidade argentina. Buenos Aires conta com serviços de alta qualidade nos atendimentos de saúde e infraestrutura urbana. Não é à toa que essa cidade é repleta de parques, praças e linhas de transporte que funcionam 24 horas por dia.

Além desses aspectos, a qualidade de vida na Argentina ganha força graças à vida cultural. As cidades do país possuem museus, bibliotecas, livrarias e centros culturais. É impossível ficar em casa entediado(a) pois não faltam opções culturais pela cidade.

Essas foram algumas das inúmeras vantagens de estudar Medicina na Argentina. Mesmo que você ainda não precise tomar essa decisão agora, é melhor já ir pensando. Isso porque o Ensino Médio passa rápido e logo você terá de definir a sua carreira. E também já é bom preparando os seus pais para essa importante decisão.

Ficou com alguma dúvida sobre como estudar Medicina na Argentina? Entre em contado com a Flez Intercâmbios. Essa empresa já garantiu esse sonho de forma segura e eficiente para muitos brasileiros.